estive na busca do sublime e etéreo
no poço fundo das estruturas da alma, o cheiro deletério de sonhos perdidos, na noite, na vida, em devaneios sem foco algum.

sonhos e cachimbos, mãe terra e o fluxo purificador descendente;
deixar a matéria sutil se perder em meio às inférteis ideias da amônia:
isso não é sabedoria, nem conexão. pra mim, nao encaixa e nao prolifera.

o fluxo precisa avançar. o corpo de luz precisa comportar a demanda; a necessidade de qualquer coisa deve ceder ao desapego; e toda regra unilinear tornar-se-á referência a um tempo onde houve passado.
assim, senhorita, da forma que você acordou hoje: você acha justo com toda a sua historia, de lutas pela transcendência e direito de existir em outras linhas de linguagem-realidade, ter de periodicamente recorrer a tamanha violência com suas formas de pensar?

“What is it you want, what is it you want to love now?”

considere-se via A, B, via oral, via fumaça, a busca por amor está pautada em existências outras que convergem com esta aqui;
a inconvergência, incoerência, inconveniência dos meios, e entre os meios, deve ser entendida,
absorvida, e devolvida à Mãe Terra.

eu quero ser luz, não quero ser sombra de alopáticos, homeopáticos, alucináticos. às plantas sagradas: peço perdão por todas as vezes, e quantas, que violei essa sagrada união. agora é tempo de dizer ao Grande Espírito o que quero realmente aqui. 

e plantar essas sementes de luz no caos.

Advertisement

dont, wont: it-is

don’t wanna own no property of nothing, my intelectual domain remains in pachamama and its public spaces, also

the spaces where pachamama should remain shouldn’t ever be destroyed as they/us have been during these times of such private self-place

let the pachamama being be, come to become
to praise the great pachamama being rising is to be grate-and-full, off time, inner being, living wired a living wire

Articunos

tem dias que eu quero falar dos dias mas são só instantes/momentos,
tem dias que o fluxo resume a lombra de existir por dentro e estar;
que, por fora, as coisas poucas tomam significâncias extremas,
como uma eternidade ocupada em resistir e respirar, e virar gole, tornar insight, virar poema, transpor dilema… qué pasa? adelante, adentro

tem dias que quero falar de coisas dentro de um continuum abstrato
dias, a história adormece e o brevê – em todos os fatos – interessa a grandes tormentos
olha, viajante, os trópicos do mundo são conselhos do ar: demarcar ou controlar, sobreviver ou sobrevoar?